quinta-feira, 24 de maio de 2018

Editora Planeta lança 1932: São Paulo em Chamas


Um presidente questionado. O país dividido. Fakenews de ambos os lados. Um astro do futebol nacional consagrado na França. Manifestações nas ruas... 2018? Não! O Brasil de 1932.

O jornalista indicado ao Prêmio Jabuti (2015), Luiz Octavio de Lima se dedicou por dois anos em uma profunda pesquisa dos locais nos quais ocorreram os marcos mais importantes da Revolução Constitucional de 1932.

O levante permeou as mais diversas regiões de São Paulo, sul de Minas, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e norte paranaense. A intenção do autor é registrar o acontecimento do coração da metrópole de SP, na época em acelerada expansão, que explodiu a última e, talvez, a maior guerra civil brasileira.

1932: São Paulo em Chamas, publicado pela Editora Planeta, diferente de todas as obras, traz informações nunca estudadas e nem mesmo divulgadas. Explana verdades que foram dispersadas.

Os paulistas se revoltam contra Getúlio Vargas e o seu governo, pois viviam sob a ditadura do então presidente, e iniciam uma Guerra Civil. Os revolucionários pegaram em armas pela redemocratização e reconstitucionalização.

No dia 23 de maio de 1932 aconteceu o estopim: morrem Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo – mencionados popularmente como estudantes de Direito, o que não eram e na obra o autor desmente isso. A Revolução Constitucionalista começou de fato em 9 de julho do mesmo ano, mobilizou 35 mil homens, entre militares e civis. Todos participaram de alguma forma, como linha de frente, mensageiros, doadores de joias, ouro e objetos de valor.

Logo surgiu um movimento de resistência batizado de Resistência M. M. D. C., em homenagem aos primeiros mortos em batalha. Foram 3 meses de luta, sendo que entre os combatentes tinham fazendeiros, industriais e classe média.

O livro-reportagem aborda detalhes da história de vida de personagens reais, famosos ou não, que participaram da Revolução Constitucional. São histórias como a de Friedenreich, que troca a bola pelo fuzil, e a de Santos Dumont, que movimentou algumas partes de Minas Gerais e o suicídio que rendeu resistências em seu nome. Também foi uma odisseia do cidadão anônimo protagonizando um confronto tão importante para a História do Brasil.

Os paulistas perdem em 2 de outubro do mesmo ano, mas ainda surge uma vitória após 2 anos, pois uma nova Constituição Brasileira é instituída. Em 1932: São Paulo em Chamas, Luiz Octavio de Lima expõe uma longa pesquisa que desmistifica muitas histórias contadas sobre a Revolução Constitucional e enriquece com relatos nunca contados que mostram 1932 como nunca antes informado.
Read More

Guiada por Exú: uma batalha Iorubá épica


Quando os instrumentos de Orunmilá se calaram e todo o destino do mundo não pode ser guiado, explicado, ou mesmo previsto, começa uma caçada epopeica.

No best-seller Deuses de Dois Mundos – O Livro do Silêncio, relançado neste mês para a estreia da coleção Minotauro da Editora Planeta, PJ Pereira reúne os guerreiros Orixás para a mais importante missão do mundo real e divino, salvar os Odús, os príncipes dos destinos.

Exú é recrutado, por Orunmilá, para unir o grupo em busca dos 16 adivinhos, sequestrados por feiticeiras que almejam ter o destino de todas as pessoas do mundo em suas mãos. Entre os soldados do Orum, foram chamados Ogum e Oxóssi.

Já na caótica São Paulo dos dias atuais, o jovem jornalista New se vê envolvido em uma missão que parecia destinada a ele desde o berço, mas com a qual não consegue se identificar. Uma responsabilidade que acredita não ser dele, proveniente das divindades.

A história inspirada na mitologia Iorubá mantém uma narrativa que preserva as lendas originais sobre os Orixás africanos, com a violência e sensualidade geralmente embutidas nos contos.

Em Deuses de Dois Mundos – O Livro do Silêncio, PJ Pereira narra uma batalha que envolve os dois universos, o do ser humano atual e o mundo dos Orixás, detalhando cada peculiaridade da mitologia dos deuses africanos.

A força e a ajuda de Exu, Ogum e Oxóssi serão suficientes para que o maior adivinho da África ancestral reencontre seus poderes? O limite entre o conhecido e o desconhecido, o estranho e o maravilhoso, o real e o fantástico, é cuidadosamente abordado.

O leitor é conduzido a uma viagem entre os níveis de existência do Aiê, a terra dos homens, e do Orum, o mundo no qual, de acordo com a rica mitologia africana, vivem os orixás.
Read More

sábado, 12 de maio de 2018

“A Jornada da Liberdade” chega à lista de mais vendidos em uma semana


“A Jornada da Liberdade”, livro do especialista em marketing digital e criador do Movimento Freesider, Fagner Borges, alcançou a lista de mais vendidos após uma semana de lançamento. A publicação alcançou o 2º lugar na categoria Negócios da lista de mais vendidos da Publish News, além de figurar em 8º lugar na categoria geral. O livro se destaca por estar totalmente conectado com a nova tendência do mercado: a realização de trabalhos independentes em home office, no qual não é necessário seguir horários previamente estabelecidos e nem regras que não combinam com os dias de hoje.

Em “A Jornada da Liberdade”, Fagner reúne diversos conhecimentos e estratégias que desenvolveu ao longo dos últimos anos em seu trabalho com marketing digital. “Existem estratégias de venda e de como ganhar dinheiro na internet, mas ser um Freesider e conquistar a liberdade é algo que vai muito além disso”, explica o autor. 

Ao longo das mais de 200 páginas, o leitor aprende a dominar as seguintes competências: pessoal, interpessoal, financeira e produtiva. “Ao final do livro, você vai saber melhor sobre si mesmo, vai encarar o dinheiro de outra forma, colocando-o para trabalhar para você, e ainda vai conseguir ter um padrão de pensamento no qual sua produtividade será muito maior”, destaca.
Read More

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Conheça o romance distópico "A lucidez da lenda", de Raul de Taunay


Numa cidade fictícia no Amazonas, segunda metade do século XXI, a jovem ribeirinha Antônia dos Anjos tem o poder de comunicar-se com Deus. Ele a instrui a impedir que a Amazônia seja dominada pela Federação das Corporações Unidas – associação multinacional que pretende desacreditar o governo brasileiro perante a comunidade internacional. A meta é que a opinião pública apoie uma invasão dos exércitos da FCU e a criação de um estado ‘soberano’, ‘livre’ e ‘democrático’, gerido pela entidade 
no coração da "Amazônia Legal". 

Qualquer semelhança entre o livro e o que acontece em áreas de conflito no planeta atualmente NÃO é mera coincidência.

Personagens apaixonantes, belas descrições da mata virgem do Alto Amazonas e a criatividade do autor ao nos apresentar máquinas do futiro – robôs deletadores, helijatos e foguetes propulsores individuais – transformam "A lucidez da lenda" em um romance cativante e quase profético.
Read More

quinta-feira, 10 de maio de 2018

A busca da cura de uma doença fatal ou do amor impossível?


Uma história de amor arrebatadora entremeada pela luta de uma intrépida pesquisadora na busca por encontrar a cura de uma doença. Divina Essência, nova obra da autora paulista Helena Andrade, desvenda os segredos da Amazônia em um romance improvável, que nasce durante a busca por uma planta capaz de curar uma doença crônica.

Na trama, Melissa é uma bióloga engajada na pesquisa de plantas com propriedades terapêuticas. Após anos de estudos, ela descobre uma flor rara, capaz de trazer novas possibilidades no tratamento de uma doença hematológica. Unindo-se a uma equipe de cooperação internacional ela parte em busca do objeto de sua pesquisa. Lá ela conhece Giovanni, um jovem médico italiano, por quem seu coração irá bater mais forte.

Mas ele não está livre para viver esta paixão e Melissa descobrirá que a pesquisa tem mais implicações em sua vida do que poderia imaginar, fazendo surgir novos desafios capazes de impulsioná-la a ultrapassar seus próprios limites.

Divina Essência expõe a talassemia, uma doença crônica que atinge as células sanguíneas. Além disso, a obra também conversa com o leitor sobre as relações entre familiares e amigos, laços fortes de amor, perdas e superação de limites. Conta também com uma abordagem cultural de vários locais, tais como, Macchu Pichu no Peru, a Floresta Amazônica, Rio de Janeiro, São Paulo, Itália, incluindo Toscana, Alpes Italianos e Roma.

Com uma escrita de estilo internacional, Helena Andrade vai manter o leitor preso à história, e questiona: afinal, vale a pena manter a vida, acima de qualquer limitação?
Read More

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Livro traz 20 projetos criativos para brincar


“Vamos fazer arte?” Quem faz o convite é Daniel Warren, famoso por apresentar os programas Art Attack (Disney Channel) e Click (Gloob/Globosat), e que irá lançar O livro de fazer ideias, pela editora Panda Books, no dia 15 de abril (domingo), às 16h, na Livraria Cultura – Fashion Mall, no Rio de Janeiro. São 20 projetos incríveis para brincar e se divertir usando a criatividade!

Durante o evento, o autor estará presente para sessão de autógrafos e bate-papo com os participantes, além de promover uma mini oficina.

Como professor e artista, Warren, leva sua vida investigando como usar e aumentar sua criatividade. Nessa pesquisa, ao longo de anos, experimentou e trocou muitas ideias e descobriu atividades que agora quer compartilhar com o público. No livro, o jovem leitor aprende a desenhar um pavão usando os pés, a construir um restaurante de passarinho com materiais recicláveis, a fazer super-heróis com palito de sorvete, a criar um mapa do tesouro personalizado e muito mais.

Você vai reparar que muitas vezes as ideias do autor têm a ver com uma situação que aconteceu com ele. Em uma delas, estava no restaurante de um amigo e teve a ideia de montar um pequeno veleiro usando rolhas e palitos de dente, além de outros materiais básicos. O veleirinho ficou tão charmoso que ganhou lugar de destaque na decoração do restaurante. No livro, a técnica é ensinada passo a passo, sempre com muito humor e em uma linguagem própria para crianças e adolescentes. O design caprichoso de Thomaz Meanda, com o uso de cores, recortes e montagens, deixa tudo ainda mais fácil.

A obra traz também dicas para o uso de diferentes tipos de cola, tintas e canetinhas coloridas. Mas o autor deixa claro que o caminho da criatividade é livre. A ideia é que, além de seguir as etapas de cada atividade, o leitor se sinta instigado a bolar seus próprios projetos, incrementando as propostas apresentadas com um toque pessoal. Prepare-se para virar um craque em criar muitas outras brincadeiras!
Read More

Daniel Jahchan e Batima Animes se juntam em obra para o público nerd e geek


Do autor Daniel Jahchan e o youtuber Andrey Gaio (mais conhecido como Batima Animes), nasce Imaginetrium: Materializando sonhos, obra que conta uma história que mistura imaginação, fantasia e muita aventura.

Imaginaterium é conhecido como o Mundo dos Sonhos e nele as viagens que se faz dormindo são muito valiosas. Um lugar onde o sonho é poder e a principal moeda do universo.

Na narrativa, Anthony vê seu melhor amigo ser sequestrado pela máfia e jura que fará de tudo para resgatá- lo. Não podendo recorrer à polícia, Tony conta apenas com um aliado inesperado: um velho louco. Disposto a tudo, o garoto não faz ideia do que o espera em sua jornada.

Voltado para o público infanto-juvenil, o livro aborda temas importantes como bullying, feminismo, homofobia e ainda apresenta uma forte crítica à sociedade capitalista. Com uma escrita esperta e gostosa de acompanhar, Imaginetrium tem facilidade em conquistar seus leitores, principalmente os já apaixonados pela literatura nerd e geek.

A trama e as cativantes ilustrações tem o poder de encantar crianças, jovens e adultos, proporcionando divertimento com educação. Sabe-se que as crianças são o futuro, e o quão importante é discutir, desde cedo, assuntos que farão a diferença na sociedade e nas vidas delas.

Além de Imaginetrium, Daniel também é autor de Guerra das Raças, que mescla o ambiente da fantasia com questões relevantes como a luta contra o preconceito, direito à liberdade e o poder da união.
Read More

terça-feira, 8 de maio de 2018

Um retrato dos extremistas na guerra


Uma visão da frente de combate com os extremistas muçulmanos no Oriente Médio. Questão de Honra, escrito pelo engenheiro, estudioso de História Militar, Yuri Belov, apresenta uma fantástica visão desse conflito nos países árabes, com muita aventura e explicações a fundo da intricada cultura desse povo. Com um estilo que irá agradar aos leitores fãs de filmes de ação, o livro é a mistura perfeita para também adquirir conhecimento sobre a rica cultura dos países árabes – como se quem lê estivesse em uma viagem cultural em meio às páginas da obra.

Na narrativa, Tristan Drake, um ex-oficial das forças especiais britânicas que também atuou no MI-6 nos tempos da Guerra Fria, ocupa hoje a posição de diretor de operações de uma empresa de arqueologia marinha instalada na ilha de Malta. Um dos navios da empresa se envolve num terrível e suspeito acidente. A tripulação, ferida e exilada, precisa urgentemente de socorro. Tristan, diretamente responsável por eles e num beco sem saída, recebe a providencial ajuda de um rico indiano radicado em Londres. Em troca, Tristan insiste em auxiliar o milionário a resgatar o filho Khaled, um jovem e talentoso hacker visto pela última vez em um misterioso vale encravado nas montanhas do Paquistão.

Começa a partir daí uma extraordinária jornada por lugares exóticos, dos confins da China a uma mina de coltan, um precioso minério, na África, onde a crueldade parece não encontrar limites. Porém, tornou-se questão de honra para o veterano ex-oficial saldar a dívida, mesmo que para isso acabe por se envolver numa conspiração sem precedentes.

Questão de honra é um livro eletrizante, com ação ininterrupta, no melhor estilo dos grandes romances de espionagem. O autor, Yuri Belov, com riqueza de detalhes e pesquisa profunda, tece uma narrativa a um só tempo empolgante e contundente, com um olhar crítico e audacioso sobre os tempos em que vivemos.
Read More

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena