sexta-feira, 15 de julho de 2011

A Cabana

de William P. Young (Editora Sextante)

No livro, conhecemos Mackenzie Philip, um  pai de família que teve sua história marcada pela tragédia, a infância com muito sofrimento e na vida adulta teve sua filha menor raptada, e tudo indica que ela foi também assassinada por um serial killer, que procura sempre meninhas da mesma idade e que sempre deixa uma joaninha como sua marca nos lugares dos raptos. 
Algum tempo depois, sem nunca ter encontrado o corpo de sua amada filha e vendo toda sua família se desintegrar em consequência deste fato, Mack recebe um bilhete, aparentemente de Deus, pedindo que o encontre no lugar onde foram achadas evidências do assassinato de sua menina: manchas de sangue e seu vestidinho rasgado.
Ele vai ao encontro cético, e durante todo este tempo tem duvidado de sua fé, mas receb uma lição durante o final de semana toda que vai mudar a sua vida e de sua família, que vai trazer paz onde antes havia rancor e culpa. 
Confesso que não sou muito religiosa, e nem gosto muito de livros do tipo, mas este livro me conquistou. As passagens são inspiradoras, a motivam a seguir em frente e se perdoar pelo que aconteceu no passado - não importando o que seja. Fui me envolvendo na narratica, até chegar um ponto em que rompi em lágrimas, o que nunca esperaria de um livro que fala tanto sobre a imagem de Deus. Sou mais facilmente tocada por imagens humanas, em livros de ficção comuns. Mas isto prova que a Cabana não é um campeão de vendas a toa, é um livro que mostra as piores e as melhores facetas da vida de uma pessoa, da criação de uma força maior. Acho que não é necessário acreditar em Deus, ou Jesus ou na bíblia para se sentir profundamente tocado pelas revelações detse livro.

2 comentários:

Luana Farias disse...

Tenho muita vontade de ler esse livro, me encanta imensamente eu quero muito.

Bjs

Paola Severo disse...

é bem bom!

Postar um comentário

Conteúdo Relacionado

© 2011 Uma Leitora, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena